Início » Jogador de basquete surpreende ao jogar apenas com um braço: “Deus sempre tem um propósito”

Jogador de basquete surpreende ao jogar apenas com um braço: “Deus sempre tem um propósito”

0 comentário

Com apenas um braço, o jogador cristão Hansel Enmanuel está ganhando jogos do ensino médio e tem ofertas de bolsas de estudo D-1 do Estado do Tennessee e da Universidade de Memphis.

“Não é sobre o que eu quero alcançar ou fazer na vida, é o que Deus quer de mim”, disse Hansel ao Orlando Sentinel . “Deus sempre tem um propósito. Estou vivendo Sua missão, o que Ele quer que eu faça nesta vida. Tudo o que faço, faço primeiro com Deus e pela minha família; eles são tudo [para mim].”

Ver jovens figurões driblando adversários e enterrando neles é o suficiente para gerar um burburinho no mundo do basquete. Mas ele faz isso com um braço.

Hansel nasceu na República Dominicana. Seu pai, Hansel Salvador, era um jogador profissional de basquete na ilha do Caribe. Mas ele cresceu em um dos bairros mais pobres. Ele desenvolveu um amor e paixão pelo basquete quando criança.

A tragédia aconteceu quando ele tinha apenas seis anos de idade. Quando ele escalou uma parede de blocos de concreto, eles caíram e prenderam seu braço sob um bloco por duas horas antes que ele pudesse ser resgatado. Quando seu pai o levou ao hospital, os médicos determinaram que seus tendões estavam quebrados e pouco podiam fazer para salvar seu braço.

“Minha vida desmoronou quando aconteceu o acidente de Hansel. Eu estava com ele e quando tiveram que amputar seu braço, senti que estava tudo acabado. Mas Deus nos agarrou e nos guiou por esse caminho”, disse seu pai. “Você se lembra de tudo [do acidente] porque um golpe como esse não é esquecido tão rapidamente, independentemente de tudo o que ele está conquistando, graças a Deus.”

O jovem estava completamente desmoralizado. Ele não conseguia amarrar os próprios sapatos e andava derrotado e abatido.

O que seria da vida dele? ele se perguntou.

Em algum momento, ele pegou a bola de basquete novamente. Seus pais não o encorajaram inicialmente; eles não queriam que ele ficasse frustrado por não poder competir contra outras crianças.

Mas eventualmente papai cedeu e mostrou a ele o que podia.

Ele se tornou um fenômeno. O treinador da Life Christian Academy em Kissimmee, Flórida, o viu nas redes sociais e decidiu oferecer a ele a chance de estudar no ensino médio nos Estados Unidos.

Como um combo guard, Kikimita – como é chamado carinhosamente pelo apelido de seu pai – terminou a temporada no topo do Campeonato Estadual da Central Florida Christian Academy com 26 pontos, 11 rebotes e sete assistências

O sénior de 6’5” acabou de ganhar o concurso Slam Dunk no sexto Iverson Classic anual em Memphis.

“Não quero que as pessoas me vejam como uma criança especial que tem uma deficiência”, diz Hansel. “Quero que as pessoas me vejam apenas como um grande jogador que vai tão longe quanto muitos, que sou um bom jogador.”

Referencia: God Reports

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações