Início » Jovem que cresceu sem o pai adota bebê achado no lixo: ‘Foi um salto de fé’

Jovem que cresceu sem o pai adota bebê achado no lixo: ‘Foi um salto de fé’

0 comentário

Um jovem estudante do Texas adotou desinteressadamente um bebê abandonado encontrado em uma lixeira no Haiti: “Eu dei um salto de fé”.

Bebê abandonado encontrado na lixeira

Jimmy Amisial estudou no Texas e visitou seu país natal, o Haiti, em 2017. Sem que ele soubesse, essa viagem mudaria sua vida para sempre. Ele tinha 27 anos quando encontrou um bebê abandonado.

Adoção do salto de fé

Em uma casa de lixo, as pessoas encontraram um bebê em uma lixeira. Criou comoção naquele lugar, e muitas pessoas cercaram a criança. De acordo com Jimmy, alguns estavam “discutindo sobre o que fazer com esse bebezinho”. Mas ninguém se atreveu a abrir os braços e acolher o pobre bebê.

“Todo mundo estava apenas olhando para ele”, lembrou ele. “Nenhuma alma quis ajudar. Ele estava chorando e sem roupa, e eu podia ver a dor em seus olhos – eu tinha que fazer alguma coisa.”

Um salto de fé

Naquele momento, Jimmy sentiu um empurrãozinho no coração para cuidar do bebê. Então, ele o levou para casa com sua mãe e deu banho no bebê. Eles cuidaram de suas roupas, comida e também a um médico “para tratar suas picadas de formiga”.

Logo depois, Jimmy teve que tomar uma decisão se ele se tornaria o guardião legal do bebê. Por isso, ele passou dias pensando muito sobre isso. Ele considerou o peso da responsabilidade de ter um filho, já que eles não estão muito bem financeiramente.

“Eu já estava atrasado em minhas taxas universitárias”, contou ele. “E minha família sempre lutou para sobreviver.”

Então Jimmy se lembrou de sua própria história e sentiu compaixão pelo bebê sem pais. Ele próprio cresceu sem pai. Então, ele deu um salto de fé.

“Algo dentro de mim me disse que isso aconteceu por um motivo – então eu dei um salto de fé”, ele atestou. “Às vezes você não precisa saber o que fazer, você só precisa estar pronto para fazê-lo.”

Hoje, o bebê chamado Emilio Angel Jeremiah viveu e já tem quatro anos. Jimmy e sua mãe criaram o menino juntos. Embora tenha sido difícil para Jimmy obter um diploma por causa de sua situação, ele diz que “não se arrepende”.

“Tem sido uma jornada incrível e vê-lo crescer tem sido muito gratificante”, comentou. “Estou muito orgulhoso dele.”

“Estou feliz por ter tido a oportunidade de transformar sua vida de abandonado no lixo em um tesouro maravilhoso. Foi divertido vê-lo crescer – é uma alegria estar por perto.”

Jimmy realmente demonstrou o amor altruísta de Cristo ao bebê. Ele se tornou mãos e pés de Deus para os necessitados. Que Deus o abençoe ainda mais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais informações